Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

O fim de semana que se adivinha...

E está á porta mais um fim de semana... todos juntos agora: Wheeeee....

Tenho para mim que este não erá um fim de semana como os outros têm sido, assim bem aproveitadinho... é que bem, lembram-se disto??

Pois, esta semana vinha eu toda lampeirinha para o trabalho quando o meu homem me liga com uma conversa mais ou menos assim:

 - Nina, recebi uma carta da polícia por causa de um processo crime!

Oi??? Crime?? Ah? Como?

Então ele lá foi saber o que se passava enquanto eu me roía de nervos a tentar adivinhar do que raio se tratava! Entretanto, recebo mais um telefonema, e desta vez de um nº fixo que eu não conhecia...

 - Nina, tens que vir aqui à esquadra, tiraram-me o telemóvel e querem reter-me aqui para depoimento, por causa do teu assalto...

Ora, eu explico... Quando eu fui assaltada, a polícia pediu um tal de IMEI do meu tellemóvel pois, por aí, com a devida autorização do tribunal, poderiam localiza-lo. Só que a factura de compra onde havia esse tal de IMEI estava em casa do meu homem, e o meu telemóvel foi comprado no mesmo dia que o dele. São exactamente iguais e ambas as facturas estavam em meu nome. Quando a polícia nos pediu o tal de imei para o localizarem, o senhor meu homem enganou-se e deu o dele. Ora para todos os efeitos, para a polícia e tribunal, aquele era o telemóvel roubado...

E lá fui eu esclarecer as coisas, dizer que aquele era o meu homem e não o meu assaltante e aquele telemóvel era mesmo dele e trá lá lá e trá lá lá...

Agora temos que ir depôr... Ele para dizer que se enganou no IMEI e eu para confirmar a história toda e dar o IMEI correcto... enfim, no fundo, no fundo é mesmo para dizer que não enganámos o tribunal e que tudo se tratou de um lapso...

De maneiras que é assim que vai começar o meu fim de semana... a depôr numa esquadra da PSP!!

Eu já disse aqui que não sou uma mulher com muita sorte?!

Não?!

Olha, digo agora!!!

 

 

...

 

Hoje, enquanto alguém o vê, enquanto alguém o ouve, enquanto alguém se apaixona...

 

... eu vou estar sentada no sofá a comer uma taça de leite com cereais e a ver o Marco Horácio...

 

Sou uma infeliz....

A inveja é uma coisa muito feia...

É por estas e por outras que eu não gosto dessa coisa que é a Anatomia de Grey...

E não é só por pensar que eu fico horas a agoniar numa sala de espera nas urgências porque médicos e enfermeiros andam engalfinhados uns com os outros... é por causa de coisas como as da imagem. Epá... esta gaja agarra-se a todos!! Até ao meu Javierzito!!

Sinto-me traída pá... já não bastava a ranhosa da Penépole??  

 

 

Eu é que devia estar ali a dar-lhe beijinhos... eu é que devia dar-lhe abracinhos e miminhos.. e levar-lhe os remédios e coiso...!!

 

 

Pois era...

Ai ai... Javierzito filho, se pudesse, agarrava-te assim pelos colarinhos e exigia explicações...

 

 

 

Sinto-me magoada, traída, triste...

Não falem comigo...

 

 

ME-DO!!!

Avisamos os leitores mais sensíveis que  a visualização do presente post, pode ter como efeitos secundários náuseas, vómitos, mau estar generalizado, crises depressivas, pesadelos e inclusivamente poderá induzir a tentativas de suicio...

 

 

Maya na FHM:

 

                      

 

Tenham medo... muito medo!

 

Vou ter pesadelos hoje...

Pensando bem, fiquem aí um bocadinho que eu vou espetar uns alfinetes nos olhos e já volto...

 

 

E que tudo mais vá p'ró inferno!

Hoje em conversa com um amigo, cujo tema eram as coisas que nos tinham acontecido ultimamente, dei conta da reviravolta que deu a minha vida nestes ultimos tempos. E incrivelmente para melhor. Não que esteja a respirar felicidade, até porque sou uma eterna insatisfeita, mas porque consegui ultrapassar as dificuldades que fui enfrentando. Até hà um ano atrás eu tinha apenas um emprego mediocre a recibos verdes, com um horário alargado e muito mal pago. Enfrentava algumas dificuldades no relacionamento com o namorado e a minha relação com a familia era um caos com o qual eu não sabia lidar. Deixava de fazer montes coisas simples, como ir ao cinema por motivos dos quais agora nem sequer me lembro, sei apenas que de certeza não fariam muito sentido. Os dias passavam todos iguais e eu não tinha vontade para nada, nem para pegar num livrinho sequer... Achava que tinha que conseguir fazer tudo o que esperavam de mim para poder ter paz e não ter mais cobranças. Achava que tinha que ser filha, funcionária, namorada, amiga, dona de casa, tudo... Achava que tinha que estar disponível 24 horas e vivia numa correria constante, numa frustração constante exigindo sempre mais e mais de mim. E acabava entristecida quando não via reconhecido nenhum do meu esforço, quando não estavam lá quando era eu que precisava e quando não eram benevolentes comigo, como eu havia sido quando as coisas eram ao contrário...

Propus-me a novos desafios, decidi revirar as coisas e ao invés de contornar as dificuldades, enfrentei-as.

Um ano que passou e eu comprei carro, consegui um emprego melhor, fiz uma formação, li mais livros, fui mais vezes ao cinema, fui a concertos... Virei as costas a montes de discussões inuteis, revoltei-me mais vezes fazendo valer a minha razão. Afirmei-me mais. Mimei-me mais. Investi nas amizades, aquelas que valem bem a pena, aquelas que estão lá quando precisava e não as que apenas pediam disponibilidade. Encontrei novos amigos, sei que posso trata-los assim, já mo provaram, descartei outros, os da onça. 

E quanto ao resto?!

 Eu quero é que tudo mais vá para o inferno!!

...

E o fim de semana foi muuuuito bom!

Leituras, praia, cinema... bolas de berlim e jantarinho como se quer...

Começamos na sexta com o 'Gran Torino' (finalmente) - Clint Eastwood em grande, no seu melhor mesmo... O homem é um gigante e não sabe mesmo, mesmo fazer maus filmes...

No Sábado acabei de ler 'No teu deserto', o ultimo 'quase romance' de Miguel Sousa Tavares e confesso que adorei. Fiquei com a sensação de que a minha vida terá velerido a pena se algum dia alguém me escrever assim...

E trabalhei para o bronze... trabalhei que me fartei... pareço uma lagosta cozida de tão queimadinha... Acabei o dia com um jantarinho a dois... (adoro este programinha)

E no domingo arrastei o namorado até ao cinema... decidi-me por uma comédia romântica, que não é muito o meu género, mas confesso que gostei muito:

(Olhem-me para os sapatinhos da moça Deus meu... E o fulaninho? Até eu me casava!!)

 

Pensamento parvo do dia

Começo mal todas as manhãs... Por muito que me esforce, não consigo parar de correr!

Ando tão cansada que de manhã tenho uma preguiça descomunal para me levantar da cama, ando sempre a correr... e claro, fico stressada e chateada logo de manhã.

E há uma coisa que me preocupa, se é assim de Verão, em que os dias estão bonitos e convidativos (cof, cof) como é que irá ser no Inverno em que só quero ficar no quentinho do vale dos lençois??!!

 

Na falta de imaginação...

Convidaram-me hoje a deixar aqui os meus 10 vicios e os meus 10 medos...

  1. Livros - adoro ler, embora ande com pouco tempo para isso, e gosto do cheiro dos livros
  2. Perfume - Gosto de por perfume, gosto do perfume do meu homem, gosto de ir na rua e sentir o perfume de alguém que passe por mim...
  3. Café...
  4. Cinema - Adoro ir ao cinema... não vou tantas vezes como gostaria, mas a verdade é que para mim não há melhor programa do que um cinema 
  5. Ir jantar fora... Não precisa de ser um grande restaurante, não precisa de ter nada em especial, gosto de comer, sou um bom garfo e adoro ir jantar fora, com boa companhia claro
  6. Conversar - Sou uma tagarela
  7. Relógios - ADORO
  8. Compras - gaja que é gaja gosta de compras
  9. Musica - a minha musica, os meus cd's, as minhas canções... gosto de ficar ali a ouvir, a seguir a letra, a musica, sorver cada bocadinho de uma canção que goste... (e se alguém me interrompe, fico chateada e ponho a musica do inicio outra vez...)
  10. Vida - apesar de enfrentar algumas dificuldades, nunca fui de desistir, demore o tempo que demorar, posso desesperar, desanimar (o que já aconteceu), mas nunca desisti. Tenho vários objectivos e vários sonhos que pretendo alcançar...

E agora os medos:

  1. De morrer
  2. De ficar doente e dependente de terceiros
  3. Da velhice (não de ficar velha, mas de como irá ser, como irei ser tratada, como me irei comportar...)
  4. De perder alguém que me é próximo (por já ter acontecido com a minha mãe, fico em pânico ao pensar que poderei ter que passar por tudo de novo)
  5. De andar sozinha na rua à noite (já fui assaltada e levei tareia minha gente, por isso não me gozem tá...)
  6. De ficar sozinha
  7. De deixar alguém sozinho
  8. Da violência doméstica (e não me gozem de novo ok? Conheço gente que passou por isso e não imagino sequer o que aquelas mulheres sofreram...)
  9. De me arrepender um dia, de alguma escolha que fiz 
  10. Do meu pai (mas isso agora não é para aqui chamado) 

E pronto, post parvo, mas foi escrito com pouca imaginação numa sexta-feira, durante a silly season, queriam o quê??

Marisco?

 

 

Pág. 1/5