Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

Das poupanças...

O Sapo, no inspira-me lançou a pergunta sobre as técnicas que usamos para poupança no dia a dia.

Achei a pergunta engraçada, até porque infelizmente, tive um contratempo até à bem pouco tempo e tive que aprofundar as minhas técnicas de poupança. Levei alguns hábitos que já tinha mais a sério, adquiri outros e agora, que as águas mais turbulentas já passaram, continuei a segui-los todos. São as minhas medidas de austeridade.

 

  1. Tomar o pequeno almoço em casa todos os dias (1.30/ dia era o que gastava na padaria, portanto ao fim de 5 dias poupo 6.50€)
  2. Trazer lanche de casa (poupo uma fortuna)
  3. Andar devagar (leia-se: sair de casa mais cedo) com o carro e planear as viagens (vou aos supermercados durante o caminho entre casa-trabalho por exemplo... assim além de poupar tempo, poupo combustivel).
  4. Andar mais a pé... ah pois é; na cidade o trânsito é um caos, não há estacionamento... opto por andar muitas vezes a pé. Relaxo, faço exercício, evito o stress nas filas e ainda poupo gasolina - só vantagens portanto!
  5. Mudei de tarifário no telemóvel (se se informarem junto das operadoras descobrem pólvora - e nem sempre aqueles com as chamadinhas grátis compensam!)
  6. Aumentei a poupança ( todos os meses, separo um valor que estipulei do salário e coloco de parte numa conta, assim fico com um fundo de emergência)
  7. Usar as promoções no supermercado e comparar preços (sou uma expert no que toca a avaliar promoções e folhetos de supermercado)
  8. Preparar mais jantares em casa ao fim de semana (dantes ia jantar forma mais vezes, agora dou asas à imaginação na cozinha)
  9. Pensar no que vestir no dia seguinte e preparar a roupa de véspera, assim tenho tempo de planear não fico com a sensação de que me falta alguma coisa no armário - aquela sensação que tinha de manhã: Tanta coisa e nada para vestir!
  10. Juntar todas as moedas das gorjetas que faço no restaurante do pai e usa-las para pequenos gastos (telemóvel, fins de semana, etc...)
  11. Planear atempadamente também as refeições, assim no supermercado cinjo-me apenas aquilo que preciso.
  12. Marcas brancas, I love you!
  13. Estipular um montante limite a gastar durante a semana (para cafés e pequenos gastos, levanto x€ e tento não ultrapassar este valor - até agora tenho conseguido!)

E pronto... têm mais alguma dica? Amandem com ela porque nos dias que correm todos os truques para poupar trocos são benvindos...

E ao menos este inspira-me deu para escrever um post com mais de 4 linhas... este sapo é o máximo!

Ou isso, ou sou uma cabra snob!

Ando cansada pá. Cansadinha de me sentir descartável. De saber que quando eu precisar, os amigos vão estar demasiado concentrados no seu mundo e nos seus problemas! E de saber que quando eles ficarem bem, vão encontrar outras pessoas para partilharem o seu bem-estar. E que as minhas chamadas, sms's, o meu mail e a minha companhia, não vão precisar de respostas ou de serem recebidos. Não que eu considere os meus pequenos problemas imensuráveis quando comparados com outros, nada disso. Só que eu sou daquelas que apesar de estar no poço, consigo sempre ter tempo para os outros... e vou insistindo, perguntando como estão e querendo saber. Mostrando interesse e disponibilidade. E depois sou daquelas que prezam determinadas coisas. Não as exigo, mas gosto de as receber. Não são flores, não são presentes... mas sim respostas. É. Respostas e reciprocidade. Manias pá... o que é que querem?!

Sobre o ínicio das aulas...

Eu: Então? Ainda falta muito para começarem os castigos?
Sobrinho: Epá, e eu é que sei... Pareces a minha mãe!
Eu: E porquê?

Sobrinho: És chata!

Eu: Porta-te em condições e ninguém te chateia. É fácil não é?
Sobrinho: Estou na fase de sexo, drogas e rock and roll. Posso?!
Eu: Não, não podes.

Sobrinho: ...

Eu: O que foi?!

Sobrinho: E se eu abdicar do rock and roll?!

 

 

Pág. 1/2