Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

Duvidas que me assolam...

Apetece-me um capuccino. Disso não tenho duvidas... Assim como não duvido que o capuccino do café Fnac na Fnac do Gaia shopping é dos melhores que já bebi.

A minha duvida é se à hora de almoço vou mesmo almoçar ou se me enfio no carro e lá vou beber um capuccino enquanto leio umas páginas do livro que me tem acompanhado...

Vá, tenho a manhã toda para pensar...

...

Vou tentar respirar fundo agora.
Pensar bem e não ser tão exigente comigo mesma e aprender a não estipular e planear tudo ao segundo! Tenho muito essa mania eu! E depois, como é impossível sair tudo milimetricamente cronometrado como eu idealizei, a frustração aparece para me dizer um 'Olá'!!
E também tenho que aceitar de uma vez que o que passou, passou, o que não fiz e podia ter feito só serve de lição agora e não de castigo e por isso bola p'ra frente a partir de agora, como se de um recomeço se tratasse! 
Tenho de reconhecer as minhas limitações e defeitos e aprender a aceitar-me assim. E aprender a viver com eles.
Se eu não sou poupada, se eu gosto de ir ao cinema, fazer compras e essas coisas, colocar na minha lista de objectivos: Poupar 60% do ordenado só vai servir para me sentir assim frustrada mesmo né?! looser!
Poupo 40 ou 30! Ou 10 ou 20!

Se eu não tenho tempo para me coçar, não posso querer fazer tudo e mais alguma coisa em 24h!!! 
Se eu não tenho dinheiro não posso querer tudo e mais um par de botas e ainda querer sair de casa e ser independente. Hello, recibo de salário mensal mensais a acenar enquanto me diz ''Querias! Batatas com enguias!!!''

Tenho muito a mania mas é!
Mas pronto, os caranguejos são muito sonhadores e o meu ascendente de carneiro é enérgico, eu queria o quê?! Um sonha, o outro já quer fazer para ontem!!!

...

Tenho que parar de dizer que estou cansada. Talvez eu seja a própria a exercer vampirismo a mim própria. É que começo sempre assim qualquer coisa que escreva sobre mim: ''Estou cansada''... acabo por acreditar nisto e entro num ciclo vicioso.
O grande problema também é eu não saber bem o que quero. Pronto, admiti. Porque eu quero ao mesmo tempo coisas tão distintas e opostas que o medo de perder um dos lados acaba por vencer. E é que ambas são importantes para mim, portanto não adianta virem com a cena do ''Tens que ver o que é mais importante nesta altura'' até porque, como eu já admiti antes, eu também não sei bem. That's the question: ''Eu não estou cansada, eu estou confusa!'' 
E com medo. Muito.
Um medo parvo e latejante que fica ali, a moer e a ecoar-me na cabeça e no peito e não me deixa avançar em nada. E depois, dou passos para o lado em vez de os dar em frente, sempre a adiar sonhos e projectos que tenho idealizados e que não passam disso nunca. 

E um curso de marketing?

Recebi um e-mail de uma clinica de tratamentos capilares. A imagem era um casal em que o Sr era quase careca e a Sra tinha o cabelo mais curto que o meu irmão quando fez tropa em 1994.

Fiquei com medo e apaguei.

 

Eu bem que tento...

... ter uma alimentação cuidada. Mas não consigo e a culpa não é minha! Juro!!
Na terça feira, depois de comer um arrozinho de legumes com carninha grelhada ao almoço e peixinho ao jantar, antes de dormir a minha irmã prepara-me para a ceia uma chávena de chá de camomila bem quentinho... e um croissant fofo a acompanhar. 
Na quarta (ontem portanto), a São preparou-me para o almoço um entrecosto na brasa temperadinho à minha maneira e com os pickles bem picadinhos por cima, mesmo como eu gosto... Para o lanche a minha irmã volta por-me na mala um dos tais croissants fofos.
Hoje, depois do almoço que foi (peixe grelhado com legumes) e da maçã cozida com muesli que trouxe para o lanche, o F* traz-me da padaria uma bolinha de berlim... 
A simpatia deles qualquer dia é proporcional ao meu colesterol.

Luta contra o Borboto

Há dois anos comprei uma camisola de malha na Bershka. Umas utilizações depois e tive que pôr o tira borboto a funcionar. No ano passado comprei uma camisola de malha na H&M - quentinha, vermelha... não ponho o tira-borboto a funcionar porque a lã nem tem tempo de ganhar borboto, já que a dita larga lã por todo o lado. No ano passado comprei dois casacos na Mango e num deles tenho que andar de tesourinha na mão a ''cortar'' as bolinhas de borboto que ele ganha nas mangas sempre que o uso porque o tira-borboto nem lhe pega. Quanto ao outro, ainda estou indecisa se o ponho fora inteiro ou se o rasgo antes de tanto borboto que ganha. Mas que raio, fazer uma camisola de lã que nâo largue borboto para gente pobre (o que exclui Stefanneis e por aí) é assim tão dificil?!

(Depois da vergonha sobre a benetton e o crime contra os animais, recuso-me a comprar peças da marca).