Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

Estou extasiada...

 

Não é um filme.

É uma obra prima... o meu favorito sem duvida!

Eu achava que os filmes eram como os livros: impossível escolher apenas um favorito... eles mudam consoante a altura em que os vemos, mas este filme prova o contrário. E como diz o António Lobo Antunes: ''Somos todos maus leitores porque lemos de olhos abertos... os bons livros são para ler de olhos fechados!''(Fnac Norteshopping em Dez/2012). Mas este filme é para ver com os olhos de qualquer maneira: abertos, fechados, semi-cerrados, cansados... whatever. Desde que seja de coração aberto!

O Passos Coelho...

... é uma blogger fashionista!

A sério!

Daquelas para quem a vida sorri, a quem a crise, essa malvadona não chegou. Em que tudo na sua vida é perfeito: as melhores coisas, desde o emprego que é o melhor, os filhos que são os mais lindos, o marido que é o mais apaixonado... 

Só isso justifica aquela mensagem de Natal.

 

... Ou então andam todos a fumar a mesma coisa e eu continuo sem saber o que é!

O meu Natal...

No início do mês já estava toda eu imbuída de espírito natalício! Coisa que não me acontecia há uns 3 anos... nem a 24 ou 25 de Dezembro!
Mas este ano já bebi chocolate quente feito por mim. Fiz compotas e licores, decorei a casa toda, comprei presentes minuciosamente escolhidos para cada pessoa que pretendo presentear, todos cheios de carinho (adooooro dar presentes!), comprei um cd na fnac cheio de musicas natalícias ao som de Jazz e por causa dele cantarolei dias seguidos o ''Let it snow'' na versão de Sinatra, passeei em Espinho ao frio só para ver as decorações e as luzes à noite (o que eu adoro estas coisas), já troquei presentes com uma amiga especial e não entendo quando me dizem que este ano ainda não sentiram o Natal. Noutros anos entendia e respondia com um ''Nem eu'', mas este ano não sei... é diferente!
Curiosamente este ano não tenho listas de presentes a pedir (embora haja uma ou outra coisa que me faria feliz é verdade), nem jantaradas marcadas umas atrás das outras ou a árvore carregada de embrulhos... Este ano ficaram apenas as coisas pequenas, aquelas que sabem sempre melhor... desde as pessoas especiais que merecem ser presenteadas em vez de toda a gente que se presenteava com qualquer coisa apenas porque ficava bem, aos doces feitos em casa em vez de serem comprados à pressa numa padaria qualquer e as canções e musicas de Natal em casa ou no carro em vez de serem ouvidas num qualquer centro comercial.