Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

...

Ela: Cortaste o cabelo?

Eu: Não!

Ela: Ah, é ripado!

 

Oi?!

Ripado? A sério?!

O meu cabelo parece ripado? 

 

Eu: Pois, não cortei não, mas vou cortar. 

 

Constatações

Hoje enquanto tomava café folheei a minha agenda.

Muito trabalho, lista de compras de supermercado, lista de compras Ikea, anotações de recados ou referências multibanco para o pagamento de contas. Uma ou outra receita (mulheres! anos após a queima de sutiens e continuamos a não poder ver uma receita). E basicamente é isto que tenho andado a fazer... Quer dizer, nem isso porque nem cheguei a experimentar as receitas.

Para 2015 compro uma agenda cor de rosa. Ao menos isso.

Só naquela.

A prova de que existe maldade pura neste mundo

... é-nos dada quando compramos uma peça de roupa com o fecho éclair atrás. Nas costas.

Daqueles impossíveis de fechar sozinhos.

Desconfio até que quem inventou isto devia ser alguém muito solitário e frustrado que queria partilhar a agonia com o resto do mundo. Ou então alguém só muito mau mesmo.

 

É que nada nos faz sentir mais miseravelmente sozinhos do que tentar vestir ou despir uma blusa, um vestido, o que for que tenha um fecho desses atrás. Aprendemos a disfarçar a solidão em todas as outras ocasiões: adoptamos um gato, enfrentamos uma ida ao cinema sozinhas para vermos a sessão e o filme que queremos sem a preocupação se o outro vai gostar. Compramos livros sozinhas. Vamos ao café sozinhas... escrevemos a vidinha no facebook ou blog, só para ter a sensação de que partilhamos o nosso dia a dia com alguém...

Mas ali, na solidão do quarto, com um fecho éclair e a agonia que ele nos dá, a solidão torna-se ainda mais clara. O maldito vestido mal feito, ou feito por alguém com muita maldade naquele coraçao, esfrega-nos isso mesmo na cara.

 

Resumindo: Trouxe um vestido para experimentar à hora do almoço. Quando voltei à loja para dizer que ia ficar com ele, a vendedora ficou tão contente e orgulhosa pelo facto de eu ter gostado tanto do vestido e por ele ficar-me tão bem que já não o tirei mais.

E eu só não consegui desapertar o fecho!!

...

''Tia, o meu pai comprou-me uma 'puscina' que depois ele vai encher com água e nós vamos para lá nadar sem roupa e fazer 'pusticinas'.

 

Pronto, para quem achava que os meus dias eram deprimentes, fiquem a saber, passei-vos um manguito e vou nadar e fazer plasticinas sem roupa! Ah poizé! 

Vai buscar

...

Mandei 3 mails a 3 pessoas diferentes nos ultimos dias. Nenhuma me respondeu ainda.

3 mails!!

3 Pessoas distintas... já disse?

 

Agora a sério, onde é a festa?!

life life

Recebi uma chamada, de nº privado é claro, supostamente do Intermarché.

Um Sr gago do outro lado da linha diz-me que tinha acabado de ganhar um vale em compras de 550€. Podia ir levanta-lo quando quisesse!!

Ora que bom... eu que nunca ganho nada, hoje ganhei mercearias de um sr gago. Perdi foi tempo e paciência, mas isto não se pode ter tudo não é assim?

 

Ah, quando ele se preparava para desligar, sei lá, achei que era importante perguntar a que supermercado poderia levantar o tal vale.

Ao do Porto!

Pronto, fiquei esclarecida. Só deve haver um Intermarché em tooodo o Porto. Exactamente aquele onde eu NUNCA fiz compras...

 

Pág. 1/3