Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

A crise...

Tou farta de ouvir falar de crise.

Farta de ligar a rádio e de hora em hora se ouvir falar do mau estado das contas publicas, das empresas de rating, do défice, da crise... tudo!

Ligo a tv e há telejornais que alternam notícias que já não são notícia para ninguém, sempre à volta do mesmo assunto... e fazem reportagens sobre familias que, coitadas, tiveram que mudar os seus hábitos... mas não tivemos que o fazer todos?!

Eu também mudei os meus hábitos, deixei de fazer coisas que fazia, reduzi muito em coisas que comprava... comecei a pensar duas vezes antes de gastar dinheiro em algo que não considere de 1ª necessidade. Vivo com menos luxos e há dias em que realmente me sinto frustrada, porque como trabalho, acho que merecia poder fazer mais coisas que me dão prazer, comprar mais um livro, ter mais tempo para o ler e por aí...

Mas olhando em redor, vejo que não me faltam os bens necessários e por isso, tenho é que seguir em frente e redefenir prioridades. Aceitar que nunca ninguém tem dinheiro para tudo o que quer e que não há governo que resolva isso.

Daqui a 3 semanas entrarei em férias. Uns dias de descanso que bem preciso. E quero fazer coisas que me dêm prazer. Quero lanchar numa esplanada, quero pegar no meu sobrinho e leva-lo ao cinema, quero namorar à beira-mar... só que para poder fazer estas coisas todas, tenho que aceitar que existem outras, das quais vou ter que abdicar.

Seria grave, se nos telejornais que tanto apregoam a desgraça do país, vissemos uma familia a ter de escolher entre a refeição para por na mesa ou o medicamento necessário para a sua saúde. Porque infelizmente, existem pessoas a viver assim... Mas não foi isso que a tv mostrou! No Telejornal, eu vi uma sra que muito se queixava da vida, enquanto cozinhava numa panela Bimby, que custa quase dois ordenados dos meus e tem o menino na escola privada, porque, ai Jesus, é impensável ir para uma escola publica...

E eu, que apesar de não poder fazer muitas coisas que gostaria, senti-me tremendamente ofendida com aquela reportagem.

 

 

18 comentários

Comentar post