Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

...

Acabou agora de sair daqui uma sra já com idade suficiente para ser minha mãe, a chorar e a pedir desculpa por me ter incomodado. Perguntou se precisavamos de alguém aqui na empresa, talvez para limpezas. Pediu um carimbo para provar que sim, quer trabalhar seja no que for e chorou. Confessou que lhe custa muito pedir um carimbo. Precisam de provas em como ela procura trabalho. A palavra e a disponibiliade dela não contam. Nem os muitos anos de trabalho e descontos servem para provar nada. Precisam que ela se mostre na Junta de Freguesia como um fora da lei qualquer precisa de se mostrar na esquadra. E que com a idade que tem, após os anos em que trabalhou para criar a filha (também desempregada) e os respectivos descontos feitos durante esses mesmos anos, nunca pensou ter que passar por isto. Depender da mãe, muito mais velha do que ela para comer. Que devia ser ao contrário e ela é que devia cuidar da mãe.  

Carimbei-lhe a folha amassada e desejei-lhe boa sorte.

Sorriu, limpou o rosto com os punhos, voltou a pedir desculpa e saiu.

Fiquei de coração apertado, bolas...

2 comentários

Comentar post