Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por cá...

Por cá...

A prova de que existe maldade pura neste mundo

... é-nos dada quando compramos uma peça de roupa com o fecho éclair atrás. Nas costas.

Daqueles impossíveis de fechar sozinhos.

Desconfio até que quem inventou isto devia ser alguém muito solitário e frustrado que queria partilhar a agonia com o resto do mundo. Ou então alguém só muito mau mesmo.

 

É que nada nos faz sentir mais miseravelmente sozinhos do que tentar vestir ou despir uma blusa, um vestido, o que for que tenha um fecho desses atrás. Aprendemos a disfarçar a solidão em todas as outras ocasiões: adoptamos um gato, enfrentamos uma ida ao cinema sozinhas para vermos a sessão e o filme que queremos sem a preocupação se o outro vai gostar. Compramos livros sozinhas. Vamos ao café sozinhas... escrevemos a vidinha no facebook ou blog, só para ter a sensação de que partilhamos o nosso dia a dia com alguém...

Mas ali, na solidão do quarto, com um fecho éclair e a agonia que ele nos dá, a solidão torna-se ainda mais clara. O maldito vestido mal feito, ou feito por alguém com muita maldade naquele coraçao, esfrega-nos isso mesmo na cara.

 

Resumindo: Trouxe um vestido para experimentar à hora do almoço. Quando voltei à loja para dizer que ia ficar com ele, a vendedora ficou tão contente e orgulhosa pelo facto de eu ter gostado tanto do vestido e por ele ficar-me tão bem que já não o tirei mais.

E eu só não consegui desapertar o fecho!!