Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Gajedo

Cheguem-se cá e confessem-se:

 - Somos mesmo todas umas cabras umas para as outras e andamos para aqui cheias de moralismos ou de facto há mulheres sinceras umas com as outras e que se defendem e coiso? 

 

Pergunto isto porque, no meu 3º emprego, tenho uma colega que se veste assim de forma mais arrojada vá. Sem falsos mimimis, a miuda é gira, tem ali tudo no lugar e sim, tem pernas para mostrar, um decote que até a mim me faz olhar e mostra sem medo as curvas (que também as tem, esqueçam lá isso das moças fit sem chicha, ela tem-na) com roupa que além de curta é justa e ainda lhe junta os saltos altos.

Se lhe fica bem? Claro!

Se eu (opinião pessoal ok? vale o que vale) acho que é forma de se vestir para um trabalho de atendimento e comercial? Epá, não! Não acho apropriado pá, pronto. Chamem lá o pelotão de fuzilamento. 

No outro dia, estava ela com um macacão justo e curto, levantou-se para ir ao bar beber café e pedir algo para comer e quando voltou vinha chateada, melindrada, ofendida, sei lá como, porque um dos sócios do espaço, supostamente olhou para ela com ar demasiado lascivo, o que a fez sentir-se desconfortável. Uma outra senhora, segundo ela mirou-a de alto a baixo, e ainda houve um dos clientes que ela tentava angariar que em vez de estar atento ao que ela lhe dizia, lhe fez foi um piropo e estava mais interessado em conseguir convida-la para sair do que naquilo que ela estava a dizer. Não entende porque é que isto lhe acontece.

Eu não disse nada, apenas a ouvi e acenei com a cabeça perante a indignação da rapariga.

Quando dei por mim estava a pensar: ''Oh pá, vestida dessa forma, é normal que aconteça, é que não sobra muito para a imaginação...'' Mas depois dou por mim a pensar: isto não é um pouco aquela coisa do ''estavas mesmo a pedi-las?'' É que se for, então eu sou uma pessoa horrível que pensa contra tudo o que acredita.

Porque eu acho que uma mulher pode e deve andar como quer (até ir à praia de burkini), sem ter que estar constantemente a ser assediada ou catalogada, sei lá. Mas depois quando estas coisas acontecem, eu entendo porque acontecem. Serei uma falsa moralista? Uma hipócrita...

Ou melhor: Estão a acompanhar-me o raciocinio sequer?  

 

6 comentários

Comentar post