Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Home Decor

4-decoracao-mantas-e-almofadas-sala.jpg

Quando há um anos atrás decidi avançar com a mudança de casa para viver com o meu namorado, na casa dele, sabia que teria que haver ali alguma adaptação de parte a parte. Vivia sozinho há alguns anos e por isso o apartamento transparecia isso mesmo: Homem. Viver sozinho.

Óbvio que mal entramos numa casa nova, a nós mulheres, fervilham logo ideias de decoração, disposição de móveis, objectos de decoração. Cores. Tecidos... 

Acontece que por defeito de profissão e formação, os objectos decorativos eram algo estranhos. Geólogo de formação, há pedras e minerais pela casa. Osteopata de profissão, também há ossos. Temos um esqueleto em casa, inteiro e de tamanho real que se chama Zacarias e a quem eu tive que me habituar. Encontrei um fémur numa gaveta uma vez e além disto ainda há a paixão pelo clube de futebol e pelo desporto em si. Vale-me sermos adeptos da mesma equipa. 

Na minha tentativa de decorar a casa, já enfrentamos discussões, cedências e amuos para nos tentarmos entender e sempre que há uma ida ao Ikea ou loja do género, confesso que bate em mim uma certa melancolia de não poder ter assim uma casa mais bonita e decorada mais ao meu gosto. 

 

Mas por outro lado, confesso que gosto muito da casa onde vivo. Os objectos são nossos. Pessoais. Alguns contam uma história, outros têm tudo a ver connosco e ainda há as recordações ou memórias que outros nos trazem. Acho que é isso que também dá charme à nossa casa.

O candeeiro a petróleo que um cliente me fez à mão. O gira-discos antigo e a colecção de vinil que era dos pais dele. As loiças da avó. O móvel antigo restaurado em tom lilás. Os copos de chá indiano que trazemos da Feira Medieval, a vela em forma de lótus que a Ana me deu. O porta tea-light que a Silvia me trouxe de Istambul. O puzzle de 1500 peças que passamos tardes a fazer juntos. O símbolo do FCP e daquele fantástico penta campeonato... O próprio Zacarias que tantas piadas já gerou. E os minerais que colocamos expostos da estante em vidro... 

Enfim. A minha casa não é uma casa de revista, tem muito pouco branco e a decoração não combina... mas eu aprendi a gostar :)

1 comentário

Comentar post