Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

(Im)Paciência

Fotolia_69567608_Subscription_Monthly_M.jpg

Preciso de abrandar. Ser mais calma, organizada, paciente... ao ler isto que acabo de escrever, parece que digo 'preciso de ser menos eu'. Mas não é isso.

Noto que ultimamente ando impaciente, sem conseguir parar para ouvir, sem me dar ao trabalho de responder, sem calma para coisa nenhuma. Basicamente não suporto nem tenho pachorra para pessoas. Algumas pessoas. As que respiram basicamente. E isso é mau. Porque eu sou pessoa e respiro (às vezes tenho que anotar na agenda mas adiante) e tem dias em que nem eu própria me suporto. 

Isto reflete-se depois em tudo: no trabalho em que não me apetece argumentar com clientes, em que o som do telefone incomoda; em casa com os que nos são mais próximos, na rua, numa simples ida a um café em que o empregado se engana no pedido e acabo por literalmente comer o que não queria só porque não estou com energia ou paciência para argumentar e a bem dizer qualquer coisa serve... E aqui temos mais um problema: Não, não é qualquer coisa que nos devia servir.

Ontem entrou no trabalho um cliente para fazer uma inscrição; perguntei se já conhecia as condições de adesão e respondeu que sim, que a minha colega já tinha falado com ele. Quando lhe passo a ficha para preencher:

- Mas tenho que preencher ficha de inscrição? Não me apetece escrever...

- O quê? Pré-pagamento? A sua colega falou-me, mas eu não acho bem. Não vou pagar.

- Não forneço referências, não quero fazer isso. (Nesse caso terei que lhe cobrar os X€ de oferta!) Porquê? 

Olha foda-se, porque é assim que funciona oh estupido de merda! Não fui eu que fiz as regras topas? O que é que não percebeste afinal? O regulamento é este, ou queres ou pões-te no caralho sim?! Para quem tem preguiça de pegar numa caneta para preencher no nome e a morada na caca de uma ficha de inscrição vens fazer o quê para um Club?! E se não queres pagar podes é por-te a andar e não me fazes perder tempo bale? Isso é que era de valor!! 

Respirei e fundo:

''Desculpe, este é o nosso regulamento, não tenho outra forma de o ajudar e compreendo não concorde, no entanto também não tenho autonomias para abrir qualquer tipo de excepção. Agradeço de qualquer forma o seu interesse e desejo-lhe um bom fim de semana.'' Foi isto que respondi. Com muito custo e a pálpebra a tremer de irritação. Por muito irritante que o homem seja (e que acabou por se inscrever - outra coisa que não entendo: tanto cócó para no fim se inscrever na mesma) lidar com pessoas faz parte do meu trabalho e do meu dia a dia.

Mesmo em casa, as relações dão trabalho, exigem paciência e cedências todos os dias, nuns mais do que outros, e o estado em que ando não ajuda muito. 

 

 

3 comentários

Comentar post