Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Organização doméstica e afins

Tento organizar algumas tarefas lá em casa de modo a facilitar-me o dia a dia. No entanto, quando se trabalha 7 dias por semana, há que fazer cedências e priorizar outras coisas. Falo inclusivamente de tarefas domésticas. 

Vou às compras à sexta-feira ao final do dia, de forma a ter tudo o que preciso durante a semana e não perder tempo no supermercado depois. Faço a ementa semanal, o que me ajuda a ir gerindo as coisas que tenho na despensa e no frigorifico e a gerir melhor a lista de compras (do género: se esta semana não está previsto cozinhar determinado produto, então não o compro no supermercado e poupo esse dinheiro) e a não perder tempo a pensar no que irei fazer para jantar/ almoçar. E tento, durante a semana, ir mantendo a casa organizada. Nem sempre consigo. Muitas vezes aliás não consigo e as coisas fogem-me do controlo. Porque houve um dia em que tinha planeado qualquer tarefa, mas aconteceu um imprevisto qualquer e a mesma teve que ser adiada, ou porque me esqueci de qualquer coisa ou mais um par de botas... ou mesmo porque estava demasiado cansada e esgotada e não tive cabeça nem força para fazer o que quer que fosse.

Aqui entrem os blogs e posts sobre organização e economia doméstica que vou lendo. A mim confesso que não me ajudam muito. Atenção que a organização e o comprometimento dos autores é louvavel e eu admiro muito quem faz toda essa gestão e planificação, mas a mim só me conseguem deixar mais frustrada. Porque eu não consigo fazer nada daquilo. Porque falho. 

Porque ao trabalhar sete dias por semana, na manhã livre que tenho, ou mesmo na tarde livre que tenho, a ultima coisa que quero é sentar-me a fazer listas de tarefas, agendar limpezas ou mesmo estar 2 horas encostada ao fogão. Porque depois de ter andado a correr entre dois empregos, ao final do dia, a ultima coisa que me apetece é estar a limpar a casa não sei quantos minutos por divisão em vez de me enroscar no homem e passarmos algum tempo a dois. Ontem, era um dia em que me sentia assim: um falhanço como dona de casa e mulher (após tantos sotiens queimados, nós mulheres ainda nos sentimos assim verdade?), porque tinha a cozinha desarrumada, a cama por fazer, porque a vontade de fazer o jantar era nenhuma e porque tenho uma pilha de merdas para arrumar nos quartos que anda a ser adiada... porque o carro tem que ir à inspecção. E tenho que o levar ao mecânico para tratar do oleo e da válvula do pneu porque sem isso ele não passa na dita e aimeuDeusacode-mequeeunãoseiquefaça... Mas depois respirei fundo. Aqueci a sopa que estava no frigorifico, pus a mesa, fui arrumando alguma loiça que estava na pia e jantei. Ele pôs a loiça na máquina e eu pedi-lhe que me tratasse do carro já que tinha a manhã livre. Adiantei o almoço para hoje e respirei. Aceitei que nunca vou ver o guru da organização doméstica e que o tempo que tiramos os dois depois, foi bem melhor do que ter passado o par de horas seguintes a limpar, arrumar ou cozinhar para a semana. 

1 comentário

Comentar post