Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

A pior forma de solidão

Há dias e momentos em que tudo nos parece errado na nossa vida. Nos dias que correm, nas escolhas que fazemos, nas decisões que tomamos... E eu tenho vivido constantemente com esta sensação. Com a sensação de que faça o que fizer, diga o que disser não serei levada a sério, como se eu não fosse importante! E a cada dia que passa essa sensação vai crescendo! E apesar de não querer aprofundar nada aqui, posso dizer que tenho sérios e bons motivos para tal! Há dias em que me sinto 'saco de pancada' de muita gente, uma forma de descarregarem raivas e stresses em cima de mim... mesmo eu não tendo nenhuma responsabilidade naquela situação. Mas o pior é vir de onde vem, e de quem vem! Frases do tipo: 'Não vales nada...' ecoam-me na cabeça, várias vezes ao dia. Nas mais variadas situações! Cada vitória minha é celebrada sozinha. Cada fracasso é apontado e analisado cirurgicamente, até ao mais pequeno pormenor, com uma crueza sádica! Cada queda é motivo de riso geral da plateia... E eu começo a cansar-me. Começo a perder a pouca auto-estima que me resta, depois de ouvir algo mais cruel ainda: '- Não te faças de vitima!'

A melhor forma de de não ouvir isto, é guardar-me para mim. Só para mim! Ficar feliz sozinha com cada coisa boa que me acontece! Lamber as minhas próprias feridas, limpar as minhas próprias lágrimas, celebrar as minhas vitórias e resolver sozinha os meus problemas sem esperar nenhum tipo de ajuda do outro lado! Aceitar o facto de ser importante apenas para mim. Aprender a viver com a indiferença dos outros. Uma indiferença que dói mais por vir daqueles que são mais importantes para nós. E para quem nós tambem devíamos (e gostaríamos mais ainda) de ser importantes!

E assim, sinto-me sozinha rodeada de gente. Gente que me parece estranha demais apesar dos laços que nos unem. Sinto-me sozinha no meio de conversas triviais, no meio de almoços em silêncio, de risos alheios e 'Bons dias' por cortesia apenas!

E olho para aquilo que sou e que consegui hoje, com apenas 23 anos e não entendo! Sei que não é muito, mas foi sozinha, com o meu esforço... e mesmo assim parece tão sem valor aos olhos dos outros.

E estou farta! Farta de tentar agradar, farta de dar demasiada impotância a quem não me considera nem a mim, nem aos meus sentimentos, actos e vontades minimamente importantes... Farta que me minimizem, que me façam sentir transparente, que me falem apenas por cortesia... farta de me contentar com migalhas de atenção uma ou outra vez e mesmo assim, muito de vez enquando apenas.

Cansada de tentar diálogos que não são mais que monólogos, farta de chorar sozinha, farta de me desesperar e de 'dar murros em ponta de facas'! Numa discussão entre duas (ou mais) pessoas, em que elas reagem, e até pode ser da pior forma, com socos, com estalos, com gritos... porque aí temos feedback, aquilo que dizemos ou fazemos não passa em branco, provoca reacções do outro lado. Mesmo que sejam as piores... O mal é menor do que que aquelas em que nos desesperamos sozinhas, em que choramos lágrimas e revoltas e do outro lado recebemos indiferença! E comigo não tem acontecido outra coisa!

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    angelasoeiro 14.05.2009

    :) beijinho
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mais visitados

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2008
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2007
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D