Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

The driver...

Foi no dia de Ano Novo! Ia eu descontraída no meu bólide quando chego a um cruzamento com sinal STOP. Parei (juro que o fiz) e reparei que não vinha ninguém naquela rua... arranquei! Vinha devagar, já que não tinha pressa, era dia de ano novo e tal...  De repente, já terminada a manobra, já a circular na minha devida faixa, reparo numa Skoda com uma velocidade enorme que para não bater na traseira do meu Volkswagen faz uma travagem tão brusca que penso que se ouviu em toda a rua! (De certeza que ficaram 3 kg de pneu naquela estrada). Assustei-me de tal forma que olhei pelo retrovisor e qual não é o meu espanto quando, em vez de pedir desculpa, ou de abrandar (estavamos numa localidade minha gente (uma rua com acesso a escolas e cheia de prédios e de gente e tal e tal e tal), o Sr. condutor começa aos gritos com insultos! ''Olha-me este!''

Olhei para o velocímetro... ''Ena Ângela... 60 km/h?! Vou em excesso de velocidade, é melhor reduzir para os 50!'' ... ''Olha um semáforo laranja... é melhor parar porque entretanto fica vermelho e torna-se perigoso!'' E arranco de novo até aos 50 km/h apenas...

O homem deseperava... sempre que olhava no espelho via-o a barafustar, a fazer gestos menos próprios com as mãos e buzinava... (coisa que também não se pode fazer nas locadidades...)

Chegados a um cruzamento, viro à esquerda e saio da localidade... o homem faz o mesmo mas... em contramão (que era para me ultrapassar pela esquerda)... só que aqui, como já disse, saímos da localidade e eu já poso ir a 90 km/h! Acelarei e o homem quase que me batia... Parou o carro de repente e abriu o vidro e começou a isultar a minha mãe! Paro em frente, abro o vidro: ''Não pode ultrapassar pela esquerda sabia?! Olhe que ainda bate e depois é culpado, o Sr. veja lá... atirei-lhe um beijinho, pus o meu melhor sorriso, pisquei-lhe o olho e arranquei!

9 comentários

Comentar post