Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

...

... Lembrei-me de uma vez em que estava na fila para uma entrevista de emprego. A vaga era para recepcionista num consultório de medicina dentária. Estava eu sentada no sofazinho, à espera da minha vez, quando sai do gabinete do entrevistador uma das candidatas. Vinha com top de alcinhas, muito decotado e curto, a deixar ver o piercing, as all star rotas e o cabelo mal apanhado. O entrevistador acompanhou-a à porta e depois foi à recepção e aí ouvi-o dizer qualquer coisa como o facto de ela demonstrar falta de brio na apresentação dela própria, não lhe dava confiança para a contratar... a falta de brio no trabalho era quase certa. Pelo menos foi isso que ela transmitiu.

 

Guardei aquelas palavras para mim... e são tão verdade. E mais uma prova que de facto a aparência conta. Não sendo o mais importante, é também um factor a ter em conta.

 

Aqui falo também da forma como nos apresentamos nas diversas ocasiões. O outfit que a menina trazia era jeitoso para um passeio, mas nunca para uma entrevista de emprego.

 

 

Ah, e para os interessados, não, também não fiquei com o emprego.

Queriam gente à procura de primeiro emprego e eu tinha estado empregada anteriormente... Damn... o dentista era podre de giro!

 

Uau: 2 posts seguidos a falar de roupas e aparências... está bonito, está.. A Rachel Zoe que se cuide

 

A aparência conta...

Após ler este post da Raiozinho, confesso que fiquei de sorriso nos lábios. Estavamos a falar exactamente sobre este assunto quando o post surgiu... e também porque eu me lembrei de mim própria à medida que ia lendo o que ela escreveu.
A verdade é que eu sempre fui muito descuidada comigo e com a minha aparência... pura e simplesmente porque nunca dei grande importância ao facto, porque o modo de vida que levava não me obrigava a grandes cuidados e também por preguiça pura. O meu armário resumia-se a jeans, t-shirts, ténis e mochila. Vestidos e saias eram coisas que eu sempre pensei que não fossem para mim.
Hoje não saio de casa sem me sentir bonita, feminina e confiante. Porque é assim que me sinto, quando me cuido: mais auto-confiante, melhor comigo mesma e com os outros. Sinto-me bem.

 

E comecei, aos poucos a perceber que os cuidados que temos connosco são muito importantes. Porque além de nos fazer sentir melhor, como referi acima, também ajudam no nosso dia-a-dia, porque sim, a aparência conta e muito. Ao contrário do que pensam, não é preciso muito dinheiro para estarmos bem... existem cuidados básicos (e de higienie até) que todos devemos ter e que eu vejo por aí que há muita alminha a descuida-los; vejo gente que sai de casa com o cabelo oleoso, ou desalinhado; vejo gente que se veste muito bem, mas que depois mostra as mãos e vemos mãos feias, descuidadas e com a bela da unhaca descascada, vejo gente com os sapatos sujos, vejo gente de fato-de-treino, vejo gente com os dentes por lavar... juro!! A J. por exemplo. Apesar de não ser das minhas pessoas preferidas, reconheço que ela é uma miuda bonita. O cabelo brilhante sem precisar de grandes cuidados e aquelas sardas (o que eu gosto de sardas)dão-lhe um certo encanto... mas quando sorri, a farinha que tráz nos dentes da frente, quase que dava para fazer um bolo. "Ca Noijo''

 

É que mesmo quando eu não tinha grandes cuidados com a aparência, no sentido de escolher a roupa, colocar cremes e ter alguns cuidados de beleza, não andava com o cabelo sujo ou desgrenhado, com os dentes por lavar ou com a roupa rota ou o calçado enlameado. "balhamedeus né?!"

Dilema

Li num dos blogues que fazem parte dos que costumo ler que a autora leva almoço para o trabalho. Prepara as refeições, come calmamente no seu gabinete, poupando tempo, dinheiro (e, pelo menos no meu caso também paciência ao não ter que enfrentar a auto-estrada todos os dias nas viagens para o almoço).

Confesso que tentei fazer o mesmo e, há exactamente 8 dias atrás, andava toda entusiasmada com a ideia: tinha um monte de planos de refeições (algumas delas super saudáveis, económicas e deliciosas - ai as maravilhas do Google), a ideia de ficar cá sossegada era tentadora: evitava o trânsito, aproveitava a hora do almoço para ler - coisa que, com muita pena minha não tenho feito; ia à net ler os vossos sitios, ia entregar a declaração de IRS (hoje)... escusado será dizer que logo na segunda-feira falhei completamente... O dia estava insuportável, eu estava insuportável... queria era mesmo arejar a cabeça, sair daqui para fora, ver gente, ouvir gente... sei lá. Claustrofobia mesmo!!! Fui almoçar a casa, com a promessa de que seria na terça. Na terça idem... a história repetiu-se.

 

Resumindo: aquele entusiasmo todo inicial perdeu-se. Mas a verdade é que trazer o almoço me daria muito jeito... poupava imensa gasolina (já vi no sapo.pt que a p*ta vai ultrapassar a barreira dos 1.60€), poupava tempo e mais as vantagens que enumerei acima... mas por outro lado, nos ultimos tempos, não me tenho sentido muito bem... e a ultima coisa que quero/ preciso é ficar fechada no escritório das 9 às 19. E a hora de almoço é sempre a desculpa para sair, ver gente, sentir ar fresco no rosto e aliviar um pouco a mente.

 

 

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D