Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Por cá...

Por cá...

Reencontros

Acabei esta sexta-feira assim de coração cheio. Revi uma amiga que já não via há muito tempo e quase sem querer, assim como quem tira uma cereja da taça e vêm outras tantas atrás, outros amigos acabaram por se ir juntando e acabamos todos à mesa cá em casa, num jantar meio improvisado, entre conversas, gargalhadas e um relembrar de recordações.

Foram-se agora, eu já arrumei os pratos e o Luciano saiu para o habitual ensaio. A casa regressou ao silêncio e à calma próprias de um dia normal a esta hora e eu, de peito cheio e a transbordar de gratidão vou preparar um chá e preparar-me para dormir (na esperança que a miuda entretanto acalme aqui dentro), com a certeza que sou mais afortunada do que penso à primeira vista e que a verdadeira abundância está nestas pequenas coisas. Nos amigos, nos sorrisos, no tempo que dedicamos uns aos outros, apesar dos anos que já nos separavam.

 

 

Planos para o fim de semana

weekend.jpg

 

Este é o 2º fim de semana em que já não trabalho. Pedi para me substituirem, uma vez que queria aproveitar os fins de semana antes dela nascer. Ele tirou a tarde de Sábado para nós e temos finalmente os Domingos por nossa conta. Vou tentar tratar de todas as coisas durante a manhã de sábado, para o podermos aproveitar da melhor forma.

No sábado à noite, tenho a apresentação do livro de uma amiga na feira do livro (que conheci pelo Blog), no domingo, depois do habitual almoço em familia, quero aproveitar para passear de mão dada antes de um lanchinho com amigos (prestes prestes a ser papás também). E no resto do tempo, descansar e aproveitar para tratar de fazer as malas para a maternidade, que segundo a enfermeira (e o resto do povo, a bem dizer) já deviam estar feitas - por falar nisso, alguma dica que não venha na lista que nos é dada nas consultas?!! 

...

Eu, quando foi da minha filha, trabalhei até ao ultimo dia da gravidez. Aliás, no dia em que a fui ter, de manhã, ainda lavei roupa e não houve cá epidural. Agora isso de parir não custa nada... e rasguei toda, ao ponto de levar 35 pontos e 2 transfusões de sangue. Agora, se for preciso eles abrem a barriga e uma mulher nem sabe o que é parir. 

Ah e as mamas? Ui, eu punha a mama cá fora e dava-lhe de comer onde quer que fosse... Claro que me doeu... até gretou e tudo. Agora bota-se o biberão e o pai que dê o leite e que mude a fralda e que faça tudo que agora as mulheres não querem ter trabalho... Agora ter filhos não custa nada...

 

*Depois de revirar os olhos 357 vezes e inspirar fundo outras tantas*: Olhe, eu até a aplaudia de pé agora mesmo, mas estou demasiado bem aqui sentadinha a ouvi-la responder a perguntas que não lhe fiz sabe?! Dou-lhe é um conselho: Ligue à presidência e fale com o Marcelo. Ele condecora tanta gente que quem sabe ainda lhe dá uma medalhinha por isso tudo que passou!!

 

[E vocês a achar que a personagem teria idade para ser minha avó... Nops. Bem jovem por sinal, com uma filha de 12 anos!

Agora eu pergunto, Sras grávidas da blogosfera: é só a mim que me surge disto? Atraio é?! Juro que estava sossegadita no meu canto... sem falar, sem fazer perguntas, só a beber o meu cafezinho. Depois uma pessoa cansa-se, responde e passa por ser uma ranhosa mal educada!]

O (meu) terceiro trimestre

Ando cansada. Muito feliz, mas cansada. 

E esgoto-me fisicamente tanto a subir escadas como a vestir uma blusa ou a cortar um tomate para a salada.

Tenho uma anemiazinha que dizem normal para a gravidez e a tensão arterial baixa, o que me faz ter algumas tonturas de vez enquando. E tenho calor. Mais do que o que costumava ter. Muito mais.

À noite doem-me um pouco as costas. Não tenho a mesma destreza para me levantar do sofá sem ser a rebolar e calçar os ténis ou tentar apanhar alguma coisa que me cai no chão é um filme. Embora continue a dormir que nem um anjinho...

Tenho sede e bebo muita água, por isso passo o dia a correr para a casa de banho e a pensar que se me algaliassem de uma vez, talvez não fosse pior.

Não ando muito ansiosa, gosto de a ter aqui na barriga, de a sentir mexer, de ela ainda ser só minha... Mas ao mesmo tempo, a sensação de que falta tão pouco para ela nascer, de que é mesmo verdade, eu vou ter um bebé e vou ser mãe, torna-se tão real que assusta um pouco. 

Ao contrário do que 90% das grávidas dizem, eu estou a adorar o terceiro trimestre. Tive uma gravidez tão calma, tão assintomática, com análises e imunidade que me permitiram tudo sem privação, que só agora me sinto efectivamente grávida... :) E está a ser tão bom. 

 

_DSC2496.jpg

 

Setembro

Setembro.jpg

 

Acho que é a primeira vez que Setembro não significa para mim 'Recomeço'. 

O regresso às aulas ou às rotinas eram sempre feitos neste mês... Era o mês das arrumações, dos cadernos novos e ainda branco, cheios de possibilidades. Era tempo de se traçar novos objectivos... Setembro trazia sempre uma esperança renovada de que era agora que tudo ia ser diferente. Mais do que Janeiro e o ano novo... Gosto do cheirinho de Setembro, do Outono que está a chegar, ainda misturado com cheiros do mar e da praia. 

Mas este ano, espero por Outubro. O mês em que tudo muda. 

Eu torno-me mãe. Começa uma vida nova para todos cá em casa e toda a magia e esperança próprias de Setembro é transportada para o mês seguinte. Por isso, ainda visto vestidos fluidos, não arrumei as coisas da praia - muito pelo contrário, ainda vou à praia, saboreio os ultimos figos e amoras e tento ao máximo aproveitar estes dias que ainda são longos. 

 

 

 

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D