Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Isto é tudo uma valente porcaria

E a verdade é essa... sem rodeios, sem mentiras piedosas e sem as falsas promessas de que 'isto há-de melhorar'. Porque a verdade é que nem sabemos se não irá piorar.

Olhando para a minha vida, penso que não me posso queixar muito. As coisas têm-me corrido bem. Surgem sempre problemas é verdade, mas não é menos verdade que eu até tenho conseguido enfrenta-los relativamente bem. Tenho encontrado formas de me organizar, de me manter de pé e de ser preservarante sem me cansar ou sem perder o ânimo ou a esperança. Felizmente.

Obviamente que há dias em que não dá. Em que a força das lágrimas é maior, em que o desespero e o cansaço me vencem e para bem da minha sanidade, faço-lhes a vontade. Porque às vezes é preciso. Precisamos de nos lembrar que não somos de ferro, que não somos intocáveis, mas sim que somos humanos. Imperfeitos. Temos falhas e defeitos e não podemos nem controlamos o mundo inteiro. E nesses dias, permito-me ir abaixo. Encostar a cabeça na almofada, levantar a bandeirinha branca e ficar assim... a descansar e a recuperar forças.

Agora o que não entendo é a auto-comiseração e auto-marginalização em que alguns se afundam. E entram numa roda viva de lamurias e queixumes e insistem, ainda antes de tentar, que não vale a pena. Que são uns coitadinhos, que a vida não lhes corre bem, não por culpa deles, mas sim do mundo que é muito injusto. E nada do que de mal lhes acontece (ou ainda: nada de bom lhes acontece) é por sua culpa. Geralmente é culpa de terceiros que se aliaram ao universo que conspira sempre contra. E se inicialmente eu tento ajudar e dar um pouco da minha força e incentivo, a verdade é que me canso. E o meu afastamento acaba por ser inevitável. Porque sim, as coisas vão mal e isto está tudo uma merda. O dinheiro não estica, o emprego não é eterno, ele não nos abraça e beija da forma que queremos... uma série de coisas que sim, são uma valente porcaria. E eu que o diga. Mas, e porque não mudar o que está mal? Há sempre um salto alto no armário, há sempre aqueles brincos guardados. Há sempre aquele beijo e abraço que se pode dar. Há sempre aquele caminho mais longo, mas também mais bonito para se chegar ao mesmo destino... O segredo é esse.

Sim, isto é tudo uma valente porcaria. Mas está nas nossas mãos aprender a ser um pouco mais feliz e a contorna-la ou até mesmo vence-la, com as pequenas coisas que todas juntas se tornam grandes. E que, acreditem, fazem a diferença.

Este fim de semana, vou cuidar de mim. Vou namorar. Vou ler, Vou passear e tomar o pequeno-almoço à praia. E depois logo se vê como é que venço esta falta de ânimo e de motivação que se instalou... isso, ou como é que vou esticar o ordenado este mês!!

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D