Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

...

Com a minha promoção a mãe, colegas minhas adicionaram-me logo em grupos de mães no facebook. Confesso que pouco os sigo, lá há alguma informação que é trocada, já fiz um ou outro comentário que achei mais pertinente, mas confesso que regra geral, mal paro para ler os posts... De alguns grupos até já saí.

Eu até entendo que o objectivo dos mesmos seja a partilha de experiências e afins, troca de ideias, desabafos, mas na realidade pouco se vê disso nos ditos e faz-me alguma confusão as coisas que por lá se publicam. Não vejo mal nenhum em uma mãe perguntar se é normal com a introdução dos alimentos sólidos o bebé passar a rejeitar o leite ou se há alguma sugestão para o alivio das cólicas, mas daí a comparações entre bebés com tanta leveza de ânimo (porque o meu tem 4 meses e não dorme e o da vizinha tem 3 e dorme a noite toda... Porque o meu pesa x e o da vizinha pesa y), ou questões sobre as recomendações dos pediatras (ah porque o pediatra disse para fazer assim, mas eu não vou fazer nada disso... Porque o pediatra prescreveu não sei quê, mas eu li na net que não sei quantos... - geralmente baseiam-se sempre em textos tirados na net), já para não falar das que substituem a internet pelo próprio médico: ''O meu filho está com não sei quantos de febre desde ontem e vomita tudo o que come, o que acham que devo fazer?'' - Tipo, ir ao médico, não?! Digo eu... Depois há as respostas nos comentários, em que alguém dá sempre o nome de um medicamento qualquer porque o filho da amiga teve os mesmos sintomas e foi isso que tomou. É de mim, ou isto é completamente descabido??

Já comentei sim, no caso de rotinas de sono e sobre as cólicas, tendo sempre o cuidado de dizer que foi o que resultou comigo e com a minha filha, e que cada bebé é um bebé... 

Já nem falo sobre os posts de amamentação, em que as caixas de comentários geralmente se tornam num palco de linchamento publico em pouco tempo...

É da maternidade ou estas mulheres já seriam assim? Tenho medo, confesso... 

1 comentário

Comentar post