Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Desabafando...

Há coisas das quais eu não sei nem quero falar.

Os sentimentos são uma delas.  São um desses assuntos. São meus, alguns são segredos, outros que não são partilhados apenas porque ainda não foi encontrado ninguém merecedor de tal. E ainda há mais, há aqueles que não são ditos, porque tenho para mim que ninguém iria entender ou poder ajudar, por isso, não vale a pena sequer a confidência.

Já fui acusada de insensivel, de fria e já perdi muita coisa e muitas pessoas por ser assim. Não entendem que esta minha negação em dar-me não é indiferença, mas sim precaução, mágoa até e também porque me reservo no direito de partilhar o que é meu apenas até o ponto que eu achar necessário e me sentir à vontade para tal.

É-me dificil confiar. É só isso!

Tudo isto para tentar explicar como me sinto. Não só hoje, mas como me tenho vindo a sentir desde há algum tempo.

Estagnada. Sufocada. Triste e desanimada.

Não, não me vou deixar ir (mais) abaixo, tomei algumas decisões e acreditem que tento manter sempre o humor (ainda que irónico e sarcástico) e a disposição para mudar as coisas e tento não pensar (só) nas negatividades dos dias. Acontece que chego ao fim do dia com a sensação de 'dia perdido' em que tudo o que fiz não ME valeu de rigorosamente nada. Não aprendi nada de novo, não fiz nada de novo, não vi ninguém novo!!!

Os dias cada vez mais me parecem iguais e a vontade de virar a mesa e atirar tudo para o ar vai nascendo e crescendo e torando-se cada vez maior e mais firme.

Acontece que por mais que eu procure nos meus dias, não tenho sequer uma mesa para virar. Ou não a vejo.

E aquela vontade toda de mudança, transforma-se em revolta, e eu sinto-me cada vez mais miseravelmente impotente, face até à minha própria vida.

Porque coisas tão básicas como: encontrar um emprego novo ou tirar uns dias para cuidar da minha saúde, me são tão impossíveis como a maior das impossibilidades.

E é daqui que vem a minha tristeza, a minha fraqueza (fisica) e a minha revolta.

Porque estes são os sentimentos que eu hoje e só aqui, sem medo admito. São aqueles que me têm pairado na mente e aqueles que eu tento a todo o custo negar a mim própria.

E agora, o mais certo seria conversar. Pedir ajuda e explicar o que se passa. E é aqui que reside o meu problema: a minha dificuldade em confiar. O meu medo!

O medo de ser minimizada com um: 'Ah, não ligues a nada disso!' ou 'Não te faças de vitima!' ou ainda 'Mas o que é que tu queres? Há gente bem pior que tu!'

Medo de acabar a sentir-me ainda pior!

E é por isso que só aqui, desabafei hoje, neste post longo! Na esperança que alguém cá passasse e entendesse o que eu acho e sinto que ninguém entende!

 

 

11 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D