Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Por cá...

Por cá...

Infâncias

Um dos meus part-times é num ATL, e estar com os miudos (e pais) todos os dias fez-me ver que muitas coisas mudaram desde que eu era miuda e andava na escola.

Uma vez pedi à minha mãe para me inscrever numa actividade qualquer (não me lembro qual, eu queria fazer muita coisa na altura). Disse que tinha que ver bem. Porque tinha a escola, os TRABALHOS DE CASA, a catequese e depois não tinha tempo para mais nada, nem para brincar com os amigos. Uns anos depois fiz ginástica ritmica. Adorei. Como nunca soube nadar bem e a natação era o desporto saudável e completo por excelência na altura (e vá, porque quase toda a gante praticava), pedi ao meu pai para me inscrever (a minha mãe já tinha partido entretanto). Respondeu-me a mesmíssima coisa. Além disso, já tens a ginástica. 

Lembro-me também de quando fazia asneira. Umas vezes eram uns ralhetes, outras o castigo e muitas delas a tal palmada. Na adolescência, essa fase da parvalheira, tenho noção das muitas asneiras que lhe disse da boca p'ra fora e que resultaram num estalo bem assente nos dentes como ele dizia. Para aprender a não ser malcriada, respondona ou mal educada. Se estava correcto? Não sei. Se me traumatizou? Não! 

Isto tudo por causa desta nova moda de educar pela palavra e não pela palmada. Não defendo a violência e o bater por bater, mas se me perguntarem das discussões, muitas das coisas que o meu pai me disse ainda hoje me ecoam no peito. E no outro dia, uma das meninas do ATL, educada pela palavra, teve uma discussão com a minha colega, com os outros meninos e posteriormente ignorou a mãe quando foi chamada a atenção. A discussão entre elas subiu de voz com coisas muito feias ditas uma à outra. Pergunto-me o que será mais traumatizante. Ouvir e dizer aquilo, ou levar uma palmada para aprender. 

E a agenda dos miudos? Mais preenchida do que a minha quando tinha 4 empregos. Escola, natação, esgrima, ballet, ATL, catequese, futebol, musica... depois é ver os pais comentarem que não deveriam haver trabalhos de casa porque as crianças andam sobrecarregadas e não têm tempo para brincar e para serem crianças. 

O N. tem 7 anos e vai de tablet para escola. Para brincar e ser criança. Right..

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D